Juri 2019: Manuel Peres

Manuel Peres

Manuel Peres preferia ser violinista e baterista a uma mão, ficou-se por ser designer a duas. Atualmente exerce em concept design o seu trabalho. Iniciou a sua carreira em 1956/57 como aprendiz de litografo, passando a trabalhar em estúdios de design gráfico ate 1965. Formou-se academicamente de noite. Foi professor de caligrafia e design gráfico na Escola António Arroio (Lisboa) e mais tarde professor de ilustração na Escola Panamericana de Arte em S. Paulo (Brasil). Ilustrador, fotOgrafo e copywriter. Conquistou ate hoje 136 prémios, nacional e internacionalmente, dos quaffs destaca; Medalha de Ouro na Bienal Internacional de Beja 1971 (Portugal), Medalha de Ouro (FIAF), Bienal internacional de Zagreb 1982, Melhor Ilustrador do Brasil CIB 1982, Premio Bienal Internacional de Vila Nova de Cerveira 1988, em Ilustração (Portugal), - Melhor director de arte 1987 — Grupo FCB Portugal. Ouro, prata e bronze CCB (Brasil), Premio Mundial para embalagem Tetra Pack para Portugal) Melhor campanha de advertising / Portugal 1999. Diretor executivo da Bienal Internacional de arte fotográfica 1982 (S.Paulo — Brasil), Internacional de Fotografia, S. Andre, (Brasil) 1983. E conferencista em Arte Design e júri nas diversas areas da comunicação. Ilustrou obras de: Agatha Christie, Fernando Gabeira, JO Soares e Paulo Anes. 0 seu trabalho encontra-se editado em editoriais entre outros na «Editora «Graphis,,, «Design Journal,,, «lnstituto de Design), (Seul). r Premio Carreira no CCP e Prémios Portugueses.

Aos setenta e sete anos e inesperadamente, deparo-me corn o enriquecimento dos meus conhecimentos pela participação como júri da decima quarta edição do World Press Cartoon. Foi corn imenso orgulho que aceitei honrado a partilha, a generosidade da organização deste importante acontecimento, que ha muito faz parte da cultura da comunicação, como sendo um dos mais importantes no mundo, não só no âmbito do cartoon, mas melhor, em tudo o que a informar-comunicar explora, divulgando e como se não bastasse, tantas e tantas vezes, oferecendo risos pela diversão do humor que teimosamente conduz algures a seria critica, pela criatividade dos seus criadores. Agradeço emocionado o convite para estar junto aos companheiros amigos António Antunes, Maria Picassó Piquet, Oscar Grillo e Cassio Loredano, e, ao longo de quatro dias, ter mergulhado em centenas de obras numa troca de abordagens, profissionalmente, também em consensos, onde alegrias ou preocupações para que nada falhasse, na eleição dos melhores, num clima também exterior, sempre nas maravilhosas companhias de um fantástico grupo de corpo e alma, cujos prazeres das paisagens das Caldas da Rainha, hospitaleira, corn suas tradições e lugares únicos, emergiam como que inspiração para os juízos de Os, juris, privilegio de primeira vez.